" Se não houver frutos, valeu a beleza das flores;
se não houver flores, valeu a sombra das folhas;
se não houver folhas, valeu a intenção da semente"
Henfil

segunda-feira, 30 de abril de 2007

Quem não gosta do amarelo?


Já lá vão alguns dias desde que vi a última Túlipa em flor no meu jardim.

Esta foi uma das que mais gostei, apesar de não ter crescido muito alto. No entanto, compensou essa falta com uma conjugação das cores que se destacou entre todas as outras plantas ao seu redor.

8 comentários:

Jardineira aprendiz disse...

Linda!

(E o caracolito lá está!)
:)

Greenman disse...

Sim, muito bonita!

As Tulipas tê sempre o problema de ficarem com os 'pés' muito baixos...
Como é que fazes com os teus bolbos? Deixas ficar no vaso, retiras da terra?
É que, se muitos no primeiro ano ficam pequenotes, nos anos seguintes nem dão flor...

Aqui fica mais uma sugestão para este blog. Ensinar a melhor maneira de plantar Bolbos e obter as melhores florações...

;-)

GREENMAN

Ventor disse...

É realmente muito linda. Quanto ao gostar do amarelo, acredita que é uma das minhas cores preferidas, embora goste de todas, senão deixaria a natueza ficar coxa e não quero de maneira nehuma. Mas os tons amarelos são realmente muito vistosos. Quando era pequenino, na 1ª classe, ofereceram-me uma caixinha de lápis de cores e a pessoa que mos ofereceu nunca terá imaginado como eu me sentia rico com aquela caixinha. Tinha a mania de imitar, no papel, as flores que me espreitavam a caminho da escola. Cuida bem do teu jardim e sê muito feliz a aprecciar as tuas flores e as suas cores. Ah, o amarelo e o azul, foram os primeiros lápis que terminei e fiquei muito triste
Bjs.

Cris Bolbosa disse...

Jardineira, Green e Ventor

Muito me alegra a vossa visita e tão agradáveis comentários.

Os bolbos de Tulipas são dos que se devem retirar da terra. Mesmo que fiquem mais pequenos, por vezes até se dividem, e quando os vamos levantar, em vez de um bolbo, estão lá 3 ou 4 pequenitos. Isso resulta do esforço que a planta teve que fazer para dar a flor, e, não foi compensado depois da floração com nutrientes para fortalecer o bolbo.

A tua sugestão é óptima. Só tenho que pensar em como vou colocá-la na prática, sem me tornar maçadora. Posso adiantar que muito do que sei, aprendi-o a fazer experiencias, e tambem asneiras, mas sobretudo, a observar o comportamento das plantas, ..."

Cris Bolbosa disse...

"...
Tenho que encurtar as minhas respostas, já é a 2ªpagina, ou visto de outra forma, o espaço é que é pequeno..
Sim, na nossa tão amada Natureza, o amarelo é uma das cores mais alegres e vivas. Lembrei-me agora dos Narcisus Bulbocodium, tão pequeninos e de um amarelo tão intenso, que torna invisível tudo o que está ao seu redor.
Até já
Cris

Greenman disse...

E tiras da terra quando? Depois da planta secar toda?

Quando as petalas caiem cortas o que resta da haste floral?

miguel disse...

olá
As túlipas no clima mediterrãneo têm o problema de ficar curtas porque vem aquele calor antes delas crescerem e acelera a floração.São mais apropriadas para climas frios e húmidos.De qualquer das maneiras já consegui ter em Lisboa túlipas lindas em Primaveras frias.(com pouco calor antes do tempo), mas isso depende dos anos e não do jeito para as fazer florir.Os bolbos devem ser retirados da terra e guardados em caixas de sapatos com serradura, logo após a rama ter secado.Durante a floração devemos pôr adubo para os bolbos engrossarem.Se os bolbos tiverem tempo de engrossar,ficam aptos para florir no ano seguinte.Já consegui que assim a contecesse com túlipas papagaio.

Cris Bolbosa disse...

Concordo plenamente com o Miguel, e essa ideia da serradura não é de descartar.
Vou colocar um post hoje sobre esta fase da Túlipas.
Até já
Cris

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...