" Se não houver frutos, valeu a beleza das flores;
se não houver flores, valeu a sombra das folhas;
se não houver folhas, valeu a intenção da semente"
Henfil

terça-feira, 29 de julho de 2008

Viver no campo


Que saudades tenho de outros tempos em que vivia no campo.

21 comentários:

Bruno F. Rodrigues disse...

Belas fotos! Te add aqui! =D

gintoino disse...

Ah pois...eu n tenho qq saudade dos tempos em q vivia na cidade...

Maca disse...

E bón ter saudade,ainda que sintamos tristura.
Un beijo.

ameixa seca disse...

Eu não vivo no campo, mas tenho muitos campos à minha volta :) Adoro viver na aldeia, sem o barulho, a poluição e as estradas da cidade :)

Ewa disse...

The first picture is amazing - that long view and the hill.
Where is it?
Greetings from Poland,

Rose disse...

Qta saudade é de vc, menina!
Anda sumida.
Morar no campo eu não conseguiria, mas passar um tempo é realmente muito bom.
Ar puro e a natureza por perto é divino.
Um beijito com sabor de sorvete de rosas, viu?Hummmmm!!!!

NELIO disse...

Cris que bonitos sítios,adorei .....bom fim de semana

Dama do Lago disse...

Estou como tu... Quem me dera não estar a morar na cidade, sinto-me como dentro de uma gaiola.

Espaço do João disse...

É um ditado muito antigo. Galinha do campo não se dá em capoeira.

sweet disse...

Pensei que com as mudanças tivesse fugido da cidade... é pena... nas aldeias conseguimos ouvir os passarinhos mal abrimos uma janela, nas cidades os pássaros têm 4 rodas...

kate smudges disse...

The countryside is beautiful ... I wish I understood!

I've missed you!

Espaço do João disse...

Então Cris!!! Que se passa contigo? Há quanto tempo não me fazes uma visita? Portei-me mal contigo? Estás de férias? Já foste ver a minha bolbosa a que chamo flor da meia noite? Espero que digas algo. Um abraço João

Dama do Lago disse...

Onde é que tu já andas outra vez...? Espero que esteja tudo bem desse lado que que apareças em breve ;)! ***

Florescer disse...

Oi...
Então já estás na casa nova?!
Quando puderes passa no meu cantinho...
Tenho andado atarefada com teus presentinhos e outros trabalhinhos... por isso as férias também não se ficam só pelo descanso... até porque está a chover...
Espero que estejas bem, beijinhos muito grandes...

Cris Bolbosa disse...

Bruno, obrigada.

Gintoino, detesto a cidade. Se pudesse ia mesmo para o meio do campo.

Maca, la saudade por veces nos da nostalgia, pero no podemos volver en en tiempo, verdad?

Ameixa, é tão bom viver no sossego.

Ewa, is here next to Lisbon, by north.

Rose, eu sei que para quem vive na cidade o campo é parado demais. Mas olhe que se habitua ;)

Nélio, por cá tb temos sitios muito bonitos, é pena não conseguir conhecê-los todos.

Dama, eu moro no campo, mas gostava mesmo era de um sitio assim como as fotos. Este "campo" onde mora já tem muita gente para o meu gosto.

João, que giro! Eu costumo dizer isso muitas vezes.

Sweet, eu continuo no campo, mas como disse à Dama do Lago, já é um campo muito movimentado. A proxima cidade fica a uns 10kms, pelo meio algumas vilas muito movimentadas.

Kate, I said that I miss the time when I lived in the country. I'm still living in the country, but it's already very croweded.

João, assim que tiver um tempinho vou ver a flor da meia noite. agora, a pouco e pouco tenho que por a escrita em dia.

Florescer, que bom que já recebeste os bolbos. Estive de férias e mudei de casa. Foram tudo menos férias.

Bjcas

Miguel disse...

Adoro estas paisagens cris. De facto o chá-de-principe é fantástico e é verdade tudo aquilo que disseste. Inclusivamente, aqui as folhas também acabam por ficar secas nas pontas e tornam-se mais rijas com o passar do tempo. Acho que tanto este, como chá de lúcia-lima são quase doces! =) Já tinha o teu blog adicionado aos meus, entretanto mudei o endereço e eles desapareceram todos, vou voltar a colocá-lo lá ;)

Cris Bolbosa disse...

Miguel, pois é, também espreitei os teus post sobre a lúcia lima e a erva-cidreira, que conheço desde criança. A minha avó tinha erva cidreira muito viçosa à volta do poço. daqueles poços com uma roldana e um balde para tirar a àgua. Que boas lembranças! :)
Também me aconteceu o mesmo que a ti, quando mudei os endereços para este novo formato, penso que perdi alguns, que estou agora a "pescar" outra vez, e o teu também andava perdido. Mas agora já está bem arrumadinho na minha lista;)

Miguel disse...

Também já estás adicionada. Pois fico contente de que tenhas andado a ver o meu bloguezito ;) Eu tenho esta pancada, acho que és tu com os bolbos e eu com as medicinais e aromáticas. x)

Cris Bolbosa disse...

E não é tão saudável preenchermos as nossas cabeças com estas paixões? Enquanto nos dedicamos a elas, não pensamos nas coisas más.
Quanto às visitas ao teu blog, deixa eu só organizar-me um pouco e serei visitante assídua;)

Maria disse...

Onde quer que vivamos, podemos ter sempre um pedacinho de campo conosco. Basta um sentimento, uns vasos na varando ou na cozinha, e umas unhas a precisar de um jeitinho.

Cris Bolbosa disse...

Olá Maria, bem vinda ao jardim. Sabes que eu já fiz muito ponto cruz? Desde pequenita que aprendi e foi um ponto de bordado que sempre gostei. Ainda tenho algumas coisas para terminar, mas falta o tempo e a coragem. E penso que a paciência também:)
Gostei do teu blog, adorei aquele desenho das bailarinas:)
Volta sempre
Cris

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...