" Se não houver frutos, valeu a beleza das flores;
se não houver flores, valeu a sombra das folhas;
se não houver folhas, valeu a intenção da semente"
Henfil

terça-feira, 27 de maio de 2008

O Avesso

O meu jardim está do avesso e assim estou eu.

As flores e as ervas misturam-se, já não se percebendo o que é o quê.

Espalhados aqui e ali, aparecem os buracos feitos para retirar os bolbos, e que ficaram por tapar.


Por mais que tentasse, muitas sementes cairam ao chão, não lhes dando a devida atenção na altura certa de as colher.


Muitas plantas cresceram demais e já não irão suportar a mudança.

Assim estou eu, com a minha alma cheia de buracos, a aprender lições daquilo que fiz e do que não fiz na altura certa, já no meio de uma mudança e envolta num emaranhado de ervas e flores.

As ervas, grande parte do tempo, crescem tanto que conseguem abafar as flores, as quais gritam por mim para lhes dar atenção. E eu, quase completamente envolta nas ervas, não ouço as minhas flores. Até que uma dessas flores, na sua ingénua sabedoria, começa a murchar...murcha até eu lhe chegar perto e lhe dar um sopro de atenção. De imediato, arriba e põe-se linda de novo. Num instante!

Pelas minhas flores tenho que levantar a cabeça e abafar eu as ervas.

27 comentários:

Monica disse...

Querida amiga:

Espero que la mudanza vaya bien...Tus bulbos volverán a florecer allá donde te los lleves...

Un beso de tu amiga de Gran Canaria

Rosaterciopelo

ameixa seca disse...

Pelas flores, por ti, pelos que amas... muita força e esperança. Não deixes envolver-te nessas ervas que obscurecem o teu jardim... Luta e não desistas nunca! Estamos por cá para o que precisares... Abraço :)

Florescer disse...

Qés uma ajudinha, qés???
As dificuldades na vida servem para nos fortalecer e seguir em frente...
Eu sei que falar é sempre mais fácil do que propriamente fazer...
Mas em todo o caso cá estamos para dar um puxão de orelhas à vida e dizer que não é bem assim como ela quer...
Jokassssssssss.

Ana Ramon disse...

Estava a ler este teu texto e a sorrir... aqui passa-se precisamente o mesmo: a invasão das ervas daninhas!
Já nem sei por onde devo começar perante esta calamidade. Só se consegue ver as casas e os caminhos alcatroados. O resto está tudo abafado.
Estou quase à beira de um ataque de nervos!!
:)))
Beijinhos e... paciência

Cris Bolbosa disse...

Rosaterciopelo, por ahora estoy sacando los bulbos, los secando, enfim hay dias en que hago un poco, después pasan muchos otros que ni miro el jardin.

Ameixa seca, és uma querida. recebo o vosso apoio de braços abertos. bem que preciso dele. Eu bem quero lutar, mas muitas vezes faltam-me as forças. Depois lembro-me das "flores" que precisam de mim e lá arribo um pouco.´

Florescer, quero sim, todas as ajudinhas e mais algumas. A vida é tramada, ah pois é, prega-nos partidas e nós não estamos preparados para elas.
Ensina-me a dar um puxão de orelhas...

Ana,
As ervas estão a invadir-nos os espaços. Apesar de ter muitas ervas no jardim (ainda há dias fui encontrar uma serralha enorme - nem sei como a deixei crescer assim), de vez em quando lá vou retirando uma ou outra. para ir "catar" os bolbos na terra, tenho que tirar as ervas do caminho. Não as deixes invadir, que depois é bem pior. Algumas ganham raizes fortes e tb libertam as sementes, e nunca mais conseguimos acabar com elas.

Jcas

gintoino disse...

Então cris? Não te podes ir assim abaixo. Dentro de pouco tempo já vais estar num jardim novo...é assim q deves pensar...só nas coisas boas...as más...deixá-las estar.

Maca disse...

ANIMO amiga, los malos momentos no duran siempre. Besos de corazón.

mariajosecosta@sapo.pt disse...

olá cris
Depois de ler este post já não me sinto tão mal, é que o meu jardim está cheio de ervas, só que ando sem força para as arrancar... mas parece que não sou a única.
Força, temos que nos unir e ir a ela.
beijos

Jardineira aprendiz disse...

Há dias falei nisso por aqui numa caixa de comentários - nós é que fazemos a distinção entre ervas e plantas de jardim, na realidade todas elas são plantas! Todas pertencem lá, embora nós as queiramos escolher. O meu jardim também está cheio de erva. Às vezes eu penso - não as podes vencer junta-te a elas. Então deito-lhes a língua de fora quando passo por elas. Digo-lhes que um dia destes, mal eu possa (embora saiba que se calhar não posso) vai parar tudo a um monte de composto. Às vezes até as fotografo para pôr no blog!

Portanto resta-me deixar a minha solidariedade pela luta inglória, ou não, com todas as ervas desta vidinha, que de vez em quando não é como nós queremos.

Beijos

(PS desculpa a brincadeira, mas às vezes vale mais rir do que chorar!)

Paula disse...

Olá Cris. Eu acho que as mudanças, na vida, são sempre boas. É muitas vezes um processo doloroso e pode tb ser um bocado demorado. Mas dá sempre lugar a algo novo e melhorado.
Ao ler o teu post lembrei-me de um documentário que vi, em tempos, sobre as águias. Parece que estas aves têm a necessidade, a cada X anos, de mudar de bico. Ora essa mudança implica que a águia arranque 1º o seu bico batendo-o contra rochas para permitir o crescimento de um novo. É uma decidsão difícil. A águia tem consciência que é um processo extremamente doloroso, mas por outro lado, se decidir manter o seu bico, este vai continuar a detriorar-se impedindo-a de se alimentar. É uma decisão entre a dor e a morte. Invariavelmente a águia opta pela dor, pois sabe que esta é temporaria e que a seguir vai ter muito tempo de uma vida renovadamente melhorada. Beijinhos grandes. Paula

Florescer disse...

Querida, passei para te deixar um beijinho, pensar que possas estar melhor de teus problemas, e querer que te sintas bem... pois se assim não for as tuas coisinhas acabam por não correr bem também... sabes é como um ciclo... mas não desanimes... quanto mais força de vontade mais valor terá a vida para ti...
Bom fim de semana.

Nelio disse...

Cris pois se consegues erguer uma flor assim ergue-as sim, e a beleza delas erguerte-ão e sempre ficarás mais feliz,força ,muita força dias lindos virão tens de acreditar....beijinho

beto disse...

mando para todos fotos de hyppeastrum adultos duplo,o bolbo cindiu em dois e agora está enorme,quase jumbo e outro eu mandei para o youtube no meu único filme até agora, meu nome no youtube é bpistelli, o meu irmão Ivan ficou com o outro filmete, a voz é ruim, eu ficava a procurar palavras e a locução sofrível mas apareceram as plantas florindo em o2006 e 2007, eu posso postar outros filmetes para mostrar minhas plantas. meu irmão é ipistelli ( nome do youtube) e ele tem muitos filmes mas um somente sobre hyppeastrum.

Dama do Lago disse...

Olá Cris, tenho sentido a tua falta por aqui... deduzi que qualquer coisa não andava bem, sobretudo depois da tua resposta ao meu último comentário. A vida tem todas as cores, desde as muito luminosas até às muito negras, é assim, é a natureza, é a vida por inteiro, uma roda imparável. Não se pode nem se deve evitar as dores porque isso é fugir da vida. Especialmente nestas situações, em que te falta o ânimo e a fé, as tuas plantas podem ajudar muito, elas mostram outras perspectivas, estão sempe lá, respondendo ao teu carinho, simplesmente... como se não houvesse mais nada no mundo. Tudo é ponto de vista. As piores coisas que nos acontecem são sempre aquelas que mais nos ensinam e fazem evoluir. Volta ao teu jardim, limpa-o, mima-o e vais ver que nesse processo também vais estar a limpar e a fazer renascer a tua vida. Daqui te envio três doses de energia curativa, uma para a tua mente, outra para o teu corpo e a terceira para o teu coração ***

JMRM disse...

Olá Cris.

Nada como fazer uma coisa de cada vez...
Eu também quando estou a jardinar perco-me um bocado, quero fazer tudo e no fim pouco fica feito...

Bom fim-de-semana.

Florescer disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Florescer disse...

Se ás vezes não deixamos coisas pelo meio, isso significa que temos o poder de mudificar tudo à nossa volta!

Beijinhos.

Espaço do João disse...

No meio das ervas daninhas muitas vezes encontramos as mais belas flores. São como as pessoas deste planeta.Julgamos pelo mal que nos fazem mas não sabemos se seu coração sente mesmo que está a fazer mal. Levantemos a cabeça e procuremos se muitas das vezes também não somos daninhos.

Cris Bolbosa disse...

Gintoino, tenho tentado, tenho-me esforçado, acredita. Mas há dias e dias, né? Prometo que vou-me esforçar. Como me dizia há dias uma amiga de Espanha "intentar cogernos a lo bueno que tenemos para que lo malo no nos coma!".

Maca, asi lo espiero. Lo problema es que los malos momentos tardan mucho en pasar.

Maria José, no jardim, é só descuidarmo-nos um pouquinho e as ervas atacam logo. Temos que as combater, senão invadem tudo. Força.

Jardineira, podes crer, que se fosse fácil, desatava para aí à gargalhada para ver se aliviava o espírito. Quem me conhece, diz que quando estou mal, não consigo disfarçar, vê-se na minha cara a léguas. O que fazer?
Todas as ervas, antes de serem ervas sõ plantas, eu sei disso, mas temos sempre a tendência de lhes chamar ervas. E há algumas que dão flores bem bonitas. Há tempos deixei uma ervilhaca (não sei o nome botânico) crescer de propósito só para lhe ver a flor.

Cris Bolbosa disse...

Paula, é pena termos que passar por estes processos dolorosos para aprendermos. É o que me está a acontecer. Dizer que me arrependo. Será que adianta? Já está feito! Agora é aprender com os erros e sofrer as consequências.
Curioso isso das águias, não sabia. Mas vê só o instinto dos animais!

Florescer, como disse ao Gintoino, estou-me a esforçar muito. E começo a acreditar que as coisas podem-se resolver, ou pelo menos tentar. É isso qu tenho feito, tentar.

Nélio, essa flor deixou-me a pensar. E se não for por elas, por quem mais? E eu acredito que hão-de vir dias melhores, tenho que acreditar, né?

Beto, tenho que ir espreitar esses filmes sobre os Hippeastrum.

Dama do Lago, muito obrigada pelas três doses de energia. Vou agarrá-las com muita força.
E quando dizes que tudo é ponto de vista, acredita que tenho reflectido sobre várias perspectivas, e estou consciente de que visto de algumas, isto que estou a passar é nada comparado com outas situações.

Jmrm, quando fazemos aquilo de que gostamos até nos esquecemos do resto, não é? Ás vezes sinto ncessidade de por "os pés na terra" literalmente. Deve haver alguma energia na terra que passa para nós, mas só o facto de estares em contacto com a terra e jardinar um pouco ajuda a libertar o stress do dia-adia.

João, eu sei que por vezes alguém de quem temos uma má imagem, até se pode revelar uma excelente pessoa. E tb sei que por vezes fazem-nos mal ou mesmo nós fazemos mal a pensar que estamos a fazer bem. Mas chega uma altura em que temos que pensar sobre isso e mudar, não? Sobre sermos daninhos, às vezes somos danadinhos, não?

Bjcas a todos e desculpem ser tão lamechas...mas eu sou assim, o que é que querem? Se estivesse mal e fingisse estar bem, seria bem pior, não? Assim, tenham lá um pouquinho de paciência para as minhas lamechices, tá?

Bjcas
Cris

Tricotes disse...

A vida é assim, dá-nos muitas dores, insuportáveis às vezes. Nessas alturas a infelicidade parece não ter fim, o que nos põe ainda piores. Mas acredita, o fim chega, e o melhor de tudo é que ficamos mais fortes e conseguimos tirar mais felicidade de coisas que até então nos pareciam insignificantes. Não há forma de evitar a dor, mas podemos sentir-nos melhor, se pensarmos que, embora demore, vamos ficar bem.Um beijo muito grande.

Beatriz disse...

Olá,Cris! Estou sentindo sua falta. Não sei direito o que se passa com você, mas peço-te, reaja, não deixa o sofrimento, a angustia tomar conta. Não faça como eu, que deixei me dominar e cheguei ao ponto de não sair nem na frente de casa para ver o jardim, com medo de que alguém parasse para conversar comigo, imagina, nem banho mais queria tomar,´só o fazia por ensistência do meu filho, que ainda está comigo, mas vai se casar no final do ano. Já estava desesperada, com medo de ficar sem ele,e só o que fazia era chorar.Agora estou melhorando, pois ele está me levando para fazer um tratamento espiritual, parece que estou me fortalecndo espiritualmente, e se o espírito estiver forte terá forças de nos dar sustento ao corpo. Cris, porque você não tenta também um tratamento espiritual, talvez lhe faça bem e você encontre sua paz de espírito e com isso a alegria volte a reinar em sua vida. Quanto ao jardim ,o meu também está tomado pelas ervas daninhas, estou melhor, mas ainda não preparada para retomar a todas as atividades, e saiba mais, peguei pavor de dirigir, me sinto uma inútil, mas se DEUS me ajudar vou voltar a ser o que era, assim como você também, tenha força e procure apoio, pois você sabe "existe mais mistérios entre o céu e a terra, do que nós simples mortais possamos imaginar".
Força, muita força...

beto disse...

Os filmetes mostram de meu apartamento em São Paulo os filmes de dois hyppeastrum, um sem o ano marcado, feito em 2006 e colocado no youtube em 2007, alguns meses depois eu fiz um filmete mais longo de 2 minutos, eu fui ao youtube e colei os endereços abaixo e nomes dos filmes, eu sou o bpistelli e meu irmão Ivan é o ipistelli. vejam o filme, a locução é ruim mas as imagens são belas. endereços ( sites ) abaixo:

edit amaryllis flower 2007
From: bpistelli

amaryllis flower
From: ipisteli

Cris Bolbosa disse...

Tricotes, sempre fui uma pessoa muito simples, só quis que a minha vidinha corresse pacata, normal, sem problemas, aliás, se surgia alguma situaçao mais complicada, tentava resolve-la de imediato para ficar de novo tranquila.
Tudo o que saí fora das minhas rotinas, deixa-me um pouco aflita, por isso sempre gostei de saber o porque das coisas. E antao, preparava-me com antecedencia para as situaçoes.
Esta situaçao já se previa há algum tempo, mas nao me tinha apercebido da gravidade da mesma, e entao foi como se o mundo desabasse em cima de mim. E tem sido um fardo muito dificil de carregar.
obrigada pelas tuas palavras e espero que um dia possa dizer que foi um mau bocado e que já passou!

Beatriz, espero que voce esteja melhor, estas fases sao muito dificeis de ultrapassar, mas voce tem que ter força. Eu estou fazendo um esforço enorme para me levantar todos os dias. Também me acontece isso das vizinhas, quando vejo uma aproximar-se, enfio-me logo em casa. Como tenho uma placa na casa a dizer 'vende-se', tenho panico de que venham perguntar seja o que for.
Como voce conseguiu ajuda espiritual? Eu acho que precisava de ter fé em algo, sinto-me muito perdida, mas tb nao sei o que fazer.

Beto, assim que puder vou espreitar seus filmes dos Hippeastrum.

Bjs
Cris

Beatriz disse...

Cris, meu filho está me levando ,duas vezes por semana, no Centro Espirita " Recanto Da Fé", o qual ele frequenta. Lá ouço uma parte do "Evangelho Segundo o Espiritismo" ,e o comentário do mesmo feito por um dos médiuns dirigentes, em seguida recebo um passe, depois do passe vou para a sala de cromo terapia (cura pela cor), onde uma entidade vem falar com você e diz muitas coisas que está acontecendo e te orienta como lidar como lidar com as mesmas, isto é nas segundas-feiras, nas quartas vou para que as entidades examinem e fazem uma passagem pela minha casa para a retirada de alguma coisa que esteja me atrapalhando e que não me deixa reagir e ser feliz. Parece que já estou me sentindo mais leve, espero em Deus a amenização das minhas angústias......

Beijos e muita força!

anete joaquim disse...

Como te entendo, cris! O meu jardim quase morria, nestes últimos tempos. Tem sido um esforço para não o deixar ir comigo!

Cris Bolbosa disse...

E as plantas ressentem-se muito do nosso estado, já reparaste?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...