" Se não houver frutos, valeu a beleza das flores;
se não houver flores, valeu a sombra das folhas;
se não houver folhas, valeu a intenção da semente"
Henfil

terça-feira, 27 de novembro de 2007

Dúvidas

Hoje não coloco nenhuma foto, pois não as tenho aqui comigo, e além disso, estou a postar este tema mais como um desabafo.
Já vos contei que semeei várias bulbosas, tendo algumas já nascido, e pelo que vejo, estão a desenvolver-se bem. Outras ainda não deram ares de sua graça. E é aí que está a minha frustação, o não ver sair da terra as plantas que tanto quero.
Já me disseram que algumas demoram meses a nascer, por vezes só depois de um ano. A minha ansiedade está a consumir-me. Todos os dias vou ver os vasos, na expectativa de encontrar mais um rebentinho de fora, e nada. Continuam os mesmos, já mais que contados e recontados.
Então, saltam as dúvidas, sinto um aperto na barriga só de pensar que possa ter feito algo errado e destruindo assim o que poderiam vir a ser umas belas plantas, mesmo que para isso tenha que esperar 3 ou 4 anos.
Será a terra apropriada? Será que reguei demais? E o frio que se instalou? De dia também já não é tão quente!
Há quem diga que precisam de temperaturas altas para germinar. Há quem diga que não. Há quem diga que de dia precisam de calor e de frio à noite. Há quem indique para por as sementes no frio durante uns tempos antes de semear. Há quem diga que isso não as deixa concluir os processos de maturação. Há quem ponha só terra por cima. Há quem coloque areão. Por onde seguir? A quem dar atenção?
Há uma coisa chamada intuição, que muitas vezes resulta, outras nem por isso. Mas no meio deste turbilhão de dúvidas, tenho que me deixar levar por ela e aceitar as consequências, sejam elas boas ou menos boas.
De vez em quando lá vou esgravetar, coisa que não se deve fazer, mas eu não aguento não saber o que se está a passar debaixo da terra. Algumas sementes, as maiores, ainda estão lá, e pelo que parece, estão saudáveis. O que lhes estará a faltar para começarem a brotar?
O ano passado semeei sementes de Freesia, das normais que compramos por aí, e tardaram dois meses a nascer. Este ano, junto com as outras espécies, também semeei Gladiolus illyricus, uma espécie comum no nosso país, sementes que foram colhidas por mim e são bastante resistentes até. Estas últimas, quando da última "esgravetadela" já se viam a querer começar a nascer, o que demorou quase dois meses a acontecer. E é baseando-me nestas duas situações que vou tentando acalmar, confesso que sem sucesso, esta minha ansiedade. Se as "nossas" sementes demoram este tempo, poderão as de outros climas estarem á espera da altura certa? Espero que seja isso, mas que não demorem muito...

15 comentários:

rose disse...

Cris, fique calma e tranquila quanto á espera...prá que tanta tortura psicológica?????
Eu sou assim com as minhas orquideas, parece que demora mais ainda .Estou na expectativa junto com vc, ok???
beijos.

anete joaquim disse...

Olha, cris, faz como eu! Planto os bolbos por aqui e ali e depois esqueço-me deles. Quando vem a flor fico toda feliz. Vais ver que resulta. Também tenho uns para aí que ainda não deram nada, mas quando lhes der a vontade hão-de aparecer.
um beijão e tem calma, que a Natureza tem o seu tempo próprio.
Vim ver-te e ouvir uma musiquinha, que bem me sabe sempre!

ANJOS DA LUZ!!! disse...

OI CRIS!!!
QUE BONITO SEU BLOG.PARABÉNS!
ESTÁVAMOS PASSANDO,E NÃO PODERÍAMOS DEIXAR DE COMENTAR EM SEU BLOG.LINDO MESMO!!
E QUANDO QUÍSER,VENHA NOS FAZER UMA VISITA,SERÁ UM PRAZER!!!
QUE SEU CAMINHO SEJA DE LUZ PLENA!
ABRAÇOS APERTADOS E BEIJOS.
ANJOS DA LUZ.

Crassula disse...

Oi Cris,
Não te preocupes que vai correr tudo bem...é não ligares muito e quando menos esperares vais ver tudo a germinar...
PS - Adorei a musica de hoje no blog! como é que fazes isso?

Espaço do João disse...

Não me diga que os bolbos que lhe enviei ainda não vieram ver a luz do dia? Os meus já teem uns 20cm fora da terra. Será por eu ser ruim? Um Abraço João

Nelio disse...

Cris,eu não sou especialista na matéria,mas o melhor mesmo é esquecer um pouco e quando menos esperar eles irão saír da terra,eu acho que alguns esperam pela altura certa para aparecer....boa sorte

gintoino disse...

Como eu te compreendo cris! Tenho algumas sementes semeadas há mais de 3 meses e até agora nem sinal de vida. O q há a fazer é relaxar e deixar as coisas seguirem o seu curso. Um dia hão de nascer! E se não...há sempre mais sementes pra voltar a tentar! ;-)

Jardineira aprendiz disse...

Amiga, pela minha experiência as sementes são voluntariosas e só nascem quando muito bem lhes apetece! Bem, estou a brincar, mas isto para dizer que é um bocado incerto para o amador saber quais os factores que determinam a germinação das sementes, porque as diferentes espécies têm diferentes exigências. Todos os factores que mencionaste antes (temperaturas altas, choque de frio, luz, falta de luz) podem ser determinantes para uma espécie e não terem nenhuma importância noutra. É preciso saber as exigências para cada espécie e essa informação não é nada fácil de encontrar. Algumas plantas necessitam de escarificação, com ácido ou com uma lixa, para imitar as condições naturais de passagem pelo intestino de algum animal. Infelizmente sei muito pouco sobre bolbosas portanto não te posso ajudar.

Tem-me acontecido muitas vezes seguir à risca as indicações do vendedor (há sites que vendem semente que dão informação) e não resultar. Mas também me parece que eles não são muito rigorosos. Já comprei sementes caríssimas em que só me nasceu uma ou duas, nunca percebi porquê, às vezes em diferentes variedades da mesma espécie germinam quantidades diferentes. Creio que também tem a ver com a melhor ou pior conservação das sementes, uma vez que se não forem guardadas em condições apropriadas (baixas temperaturas, humidade e luz) podem perder rapidamente a capacidade germinativa. Seria suposto que ao comprarmos sementes caríssimas elas viessem boas, mas pela minha experiência isso não acontece (ou então é a minha ignorância que dá cabo delas)

De qualquer forma não desanimes, há sementes que estão meses para germinar. Uma vez estive meses à espera de um tabuleiro de alfazemas, ia germinando uma ou duas e era só. Um dia, sem mais nem menos germinaram em massa ao mesmo tempo. Nunca percebi porquê.

Pronto, como te disse, são voluntariosas!
bj

rose disse...

Vale a pena conferir o blog dos Anjos...divino.

miguel disse...

Não desanimar e ESPERA pacientemente.Quem espera sempre alcança.
abraços

kate disse...

Hi Cris,

It is frustrating to have conflicting information about planting and what you should be doing. What I usually do is read several sources and see what the majority of writers say. Sometimes I just try doing different things and see what works best. Then there are times when seeds and bulbs take their own time and it is worrisome when they don't appear when we think they should. There are some factors we have no control over - like weather.

I hope I have understood your post ... and I wish I knew Portuguese. It is such a beautiful language to hear.

Happy weekend!

I have gotten to the

rose disse...

Cris, lembrei-me de vc(nessa ocasião), pois futuquei o substrato de uma orquidea para ver se deu raíz... fico tão anciosa quanto vc. Entendo .

Mama Flora disse...

Calma amiga, cada planta es un ser único y con su particular forma de ser. Algunas son más ágiles y otras más perezosas.
El jardinero les proporciona con amor todo lo que a su saber ellas necesitan, después de eso son ellas las que deciden cuando es su momento.
Cariños
Raquel

Pandora disse...

Acho que o problema é do clima que se instalou.
Os meus "Ibis" já estão todos cá fora e ainda é demasiado cedo, se vem uma geada forte queimam todos. Por outro lado temos de ter paciencia e esperar...muito.
Beijos.
Voltarei mais vezes.

Cris Bolbosa disse...

Rose, Anete, Crassula, João, Nélio, Jardineira, Gintoino, Miguel, Anjos, Pandora:
Muito obrigada a todos pelas palavras de alento. É sempre muito bom "ouvir" conselhos amigos, fazem-nos ver as coisas da maneira certa. E é isso que eu tenho que fazer: esquecer-me dessas sementes caprichosas. Há vezes digo isso às pessoas que têm dúvidas sobre os bolbos, que é bom esquecermo-nos deles de vez em quando. E eu não sigo os meus próprios conselhos. Faz-me lembrar o velho ditado: "faz o que eu digo, não faças o que eu faço!".

Uma outra tentativa: No fim de semana trouxe dois vasos para dentro de casa. Estão envoltos em plástico, não vá o Micas lembrar-se de fazer das dele.

Kate, it's realy frustating when the seeds don't germinate when you want. Sometimes I just want to give up, but then I realise that is not the best way. Maybe the reward will came one day, even if there are when I'll be very old.

Raquel, gracias por tu visita y por tus palabras tan carinosas.

Beijos a todos
Obrigada pela vossa amizade
Cris

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...