" Se não houver frutos, valeu a beleza das flores;
se não houver flores, valeu a sombra das folhas;
se não houver folhas, valeu a intenção da semente"
Henfil

domingo, 17 de junho de 2007

Uma Rosa



Tenho poucas roseiras, mas das poucas esta é a minha preferida. Não sei o nome dela, mas não me importo. Olhar para as suas flores e sentir-lhes o aroma é para mim mais importante que saber como se chama.

Falando da roseira: Comprei-a há uns anos, com a raiz envolta num saco, e sem folhas. Conforme foi crescendo, constatei que era um pouco diferente das outras, pois crescia muito alto. Já chegou a ter dois metros de altura.

Os botões quando começam a abrir, são quase todos brancos, tornando-se mais avermelhados com o passar dos dias. Ao contrário de muitas rosas, esta consegue manter-se assim durante mais de uma semana, com este tons e as pétalas frescas como se tivessem acabado de abrir. Também mantém o aroma durante este tempo, o qual é muito intenso, mas muito agradável. A roseira é dona de um incontável número de espinhos, uns grandes outros pequenos, só nos caules perto das rosas é que tem menos. É uma planta resistente, mas tem um senão, é muito propensa a apanhar "ferrugem", a qual não consigo combater, por mais produtos que aplique.

6 comentários:

Anónimo disse...

Olá. Não sei como a poderei tratar desde então. Sou o cuscas que tem por prazer de entrar em blogs que contenham flores .Cultivo no meu pequeno castelo. Acontece que o seu blog entrou na minha casa atravez da nossa Amiga Anete. Adoro tudo o que diga respeito a rosas, até porque sou totalmemte ROSA, muito embora não entre no meu nome, o seu jardim édigno de ser visitado. De futuro pode tratar-me por João ou simplesmente J.S receba os meus cordiais cumprimentos.

Cris Bolbosa disse...

João, seja muito bem vindo a este jardim, que agora já não é só meu, mas de todos vós.
Sempre que visito o jardim da Anete, e confesso que vou lá todos os dias, é muito agradável ler os seus tão simpáticos comentários.
Para mim, foi uma grande e agradável surpresa a sua visita.
Volte sempre.
Cris

Anónimo disse...

Jardim da Cris, um belo passeio.

Minhas amigas são Rosas
sem terem cor defenida.
Pois são pedras preciosas
que tenho na minha vida.

Terpsichore E. M. Psyche disse...

Olá Cris

Finalmente os portugueses vão-se tornar melhores jardineiros graças aos vossos blogs! Que óptimo!

Cumprimentos

Cris Bolbosa disse...

Anónimo, seja muito bem vindo para os seus passeios neste jardim.

Terpsichore, gostando da natureza, todos podemos jardinar um poquinho. Quem nunca o fez nem imagina o bem que faz à alma.

Cris

anete joaquim disse...

Ai o malandro do joão! Com que então descoseu-se! É "rosinha"! Por isso anda sempre a gozar com as minhas flores laranja!
Cris, adoro saber que te sirvo de inspiração, mas deixa que te diga que me tens ajudado imenso com o teu saber de flores feito. Eu cá sou amadora. Acho um amor essa tua paciência de andares sempre à cata de sementes. Passei a apanhá-las no meu jardim e tenho guardado algumas para te enviar. Um beijão e continua. Tens uma bela colecção de flores.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...